Atraso na Produção

Sem matéria-prima, Butantan suspende envase da CoronaVac

O insumo é importado da China e a previsão é que o envase seja retomado na próxima semana com a chegada de um novo lote da substância.

08/04/2021 10h30Atualizado há 1 semana
Por: Redação
Fonte: Redação

O Instituto Butantan interrompeu nesta quarta-feira (7) o processo de envase de novas doses da Coronavac após a matéria prima do imunizante esgotar. O insumo é importado da China e a previsão é que o envase seja retomado na próxima semana com a chegada de um novo lote da substância. 

O atraso da remessa tem relação direta com a campanha de vacinação na China, que, nos últimos dias, foi intensificada. O diretor do instituto, Dimas Covas, disse, em entrevista à GloboNews, que o envase foi suspenso há dez dias, mas que isso não compromete o processo de entrega da vacina.

"A matéria-prima está pronta para o embarque na China, houve um problema burocrático. Não há anormalidade. Não há retenção de vacina da China. Não há nenhum ruído de comunicação entre o Brasil e a China, nem entre o Butantan e a Sinovac", afirmou Covas.

Segundo o Instituto, desde janeiro, já foram entregues 38,2 milhões de doses. O imunizante, que é aplicado em duas doses, é o mais utilizado nas cidades brasileiras. Até o dia 30 de abril, 46 milhões de vacinas serão entregues. Outras 100 milhões serão distribuídas no segundo semestre deste ano.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Salvador - BA
Atualizado às 02h12
26°
Nuvens esparsas Máxima: 30° - Mínima: 25°
28°

Sensação

11 km/h

Vento

79%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas