Tempestade de Ideias

Um empréstimo do olhar

O fotógrafo baiano Caio Lírio revela pessoas em um clique

Tempestade de Ideias

Tempestade de IdeiasProfessor Juliano Levi aborda de tudo em textos semanais, leves e criativos.

29/04/2021 18h08Atualizado há 2 semanas
Por: Juliano Levi
Fonte: Juliano Leví
Foto: Caio Lírio - Divulgação
Foto: Caio Lírio - Divulgação

 

É curioso como eu demorei para escrever sobre fotografia nesta coluna. De todas as artes, talvez seja a que me encante com mais velocidade. Ela representa, para mim, o maior exercício possível de alteridade. O fotógrafo é o artista que se revela e diz: veja, sinta um pouco do mundo com os meus olhos. E de tantos olhares existentes, aquele que eu mais gostaria de pedir um empréstimo é o de Caio Lírio. 

 

O fotógrafo baiano tem grande circulação no meio artístico local, em especial o do teatro. Eu diria que é quase um sommelier do assunto. É meu selo tácito de qualidade teatral. Se eu chegar a um espetáculo e vê-lo transitando, com ou sem a câmera nas mãos, sei que assistirei o que há de melhor nos palcos. Foi assim com Sonho de uma noite de verão na Bahia, sobre o qual escrevi na estreia desta coluna.

 

 

Como eu queria um pouquinho desse olhar emprestado.

 

Caio tem um talento único para fotografar as pessoas e, em especial, atores em plena performance. E ele segue envolvido em mais uma boa iniciativa. Entre os dias 23 e 30 de Abril, acontece o projeto Pequenas Histórias de Amores Impossíveis, uma montagem teatral em formato digital com direção de Paula Lice e dramaturgia de Gildon Oliveira. A cada dia, a partir das 20h, no canal do youtube do projeto, ocorre a exibição de um conto diferente. A foto que me despertou o interesse foi esta que ilustra o post, divulgação do conto Tubaína, apresentado no segundo dia.  

 

Que fotão! 

 

Há tanta energia, tantos significados por trás de um flash que eu fiquei até zonzo. A atriz Karol Senna entregou uma parcela da sua expressividade explosiva e foi magistralmente capturada pelo olhar sensível de Caio Lírio. Certamente, a retina deste homem tem sinapses que as ligam diretamente ao coração. Ainda que biologicamente impossível, é liricamente inquestionável. Eu quase senti a dor causticante do líquido sobre a pele, mesmo sendo só refrigerante. E o grito retratado me fez querer que a foto tivesse som. Na verdade, a narrativa contida ali é tão precisa que basta. Talvez um pouco da aura excitante se perdesse se algo mais fosse adicionado. Ficou o desejo de acompanhar esta e as outras histórias que o projeto tem para oferecer. Vale lembrar que no dia 1º de Maio, às 19h, vai rolar uma live, no insta do projeto, para lançar o e-book com todos os contos apresentados. 

 

E quando nossa rotina da vida voltar ao normal, lá estarei, assíduo nas plateias. Sempre atento, escrutinando os corredores, à procura daquele que é o meu símbolo no padrão de qualidade teatral. Aquele de quem eu queria um empréstimo do olhar. 




Sigam @caiolirio e @pequenashistoriasdeamores no instagram.

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Salvador - BA
Atualizado às 20h04
26°
Muitas nuvens Máxima: 28° - Mínima: 23°
27°

Sensação

9 km/h

Vento

74%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas