Quarta, 27 de Outubro de 2021
28°

Nuvens esparsas

Salvador - BA

Colunas Tempestade de Ideias

Eu, Sandy e uma tonelada de românticos

Há vinte anos, Amélie Poulain encontrou seu fabuloso destino.

30/09/2021 às 19h36
Por: Juliano Levi Fonte: Juliano Leví
Compartilhe:
Poster promocional do filme
Poster promocional do filme

Caramba, O fabuloso destino de Amélie Poulain tem vinte anos de lançado! Eu nem acreditei quando vi. Devo tê-lo assistido em 2004, ou 2005, e marcou para sempre o meu coração romântico. A película francesa, dirigida por Jean-Pierre Jeunet, foi indicada a cinco Oscars e venceu o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro. Foi um fenômeno nas salas de cinema europeias e, incrivelmente, fez sucesso aqui no Brasil também.

 

Sandy adora esse filme.

 

Não, não conheço a Sandy e nunca tive oportunidade de conversar com ela. Mas, em 2007, a cantora estrelou um comercial de uma marca de sandálias onde se viam claras referências à comédia romântica francófona. No filme, a protagonista é interpretada por Audrey Tautou e se envolve constantemente em situações incomuns ao tentar ajudar todos à sua volta. Ao longo da trama, Amélie se aventura pelas questões sentimentais de várias pessoas de sua vizinhança e até desconhecidos, rendendo cenas engraçadas e também tocantes. Toda a parte estética da produção é fabulosa. A fotografia coloca Paris quase como um personagem e rende cenas inesquecíveis, que facilmente poderiam ser emolduradas e colocadas numa parede. A trilha sonora quase rende um parágrafo à parte. O artista Yann Tiersen entregou uma verdadeira obra-prima para compor o filme. As músicas se grudam à trama e alguns acordes te fazem suspirar novamente como se revivesse alguma cena

 

É uma história sobre amor. Sobre as mais diversas maneiras que este sentimento se manifesta. É uma grande ode ao amor pelas pequenas alegrias, pelas pessoas e pela vida. A tela está sempre colorida e as batidas do nosso coração muitas vezes sincronizam com as dos personagens em evidência. É também uma saga de amor próprio, autoconhecimento, entrega e aceitação. Não é à toa que tanta gente diz que este filme é capaz de mudar uma vida. Você acompanha a carismática Amélie Poulain e chega ao fim do enredo com uma vontade enorme de ser feliz e espalhar gratidão. Me lembro de ter assistido várias vezes depois e ainda ter guardado as músicas num velho mp3 player que eu carregava pra todo canto. É uma obra que desperta na gente os sentimentos mais nobres e delicados.

 

Eu, Sandy e mais uma tonelada de românticos pelo mundo tem O fabuloso destino de Amélie Poulain como um preferido e inesquecível. No Oscar de 2002, foi derrotado por um filme bósnio na categoria de melhor filme estrangeiro (nem vi o concorrente, é só meu lado parcial falando mais alto aqui). Ainda hoje, vejo os closes no sorriso de Amélie e carrego no peito a sensação de que nós compartilhamos o segredo de uma felicidade plena e verdadeira. Sandy deve sentir a mesma coisa. E se você já assistiu, também sente.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Tempestade de Ideias - Juliano Levi
Tempestade de Ideias - Juliano Levi
Sobre Professor Juliano Levi aborda de tudo em textos semanais, leves e criativos.
Salvador - BA Atualizado às 16h07 - Fonte: ClimaTempo
28°
Nuvens esparsas

Mín. 22° Máx. 29°

Qui 27°C 23°C
Sex 28°C 23°C
Sáb 30°C 22°C
Dom 29°C 23°C
Seg 30°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias