Terça, 24 de Maio de 2022
23°

Chuva fraca

Salvador - BA

Colunas Tempestade de Ideias

De Hélio Oiticica a Tony Salles

Você sabe o que é um parangolé?

16/12/2021 às 19h16
Por: Juliano Levi Fonte: Juliano Leví
Compartilhe:
Hélio Oiticica - Parangolé P4 Capa 1 -1964 (crédito IMMA/Sergio Zalis)
Hélio Oiticica - Parangolé P4 Capa 1 -1964 (crédito IMMA/Sergio Zalis)

Gosto quando um homem de destaque é identificado a partir da sua companheira. Tipo o marido da Gisele Bündchen (Tom Brady), o marido da Beyoncé (Jay-Z) e o marido da Scheila Carvalho (Tony Salles). Claro que eles são notavelmente conhecidos, mas esta denominação revela o poder destas mulheres. Acho interessante numa sociedade marcada pelo patriarcado.  E este parágrafo não é só uma divagação. Vamos realmente falar sobre Tony Salles neste texto. Mas, vamos por partes, chegaremos lá. Como dizem aqui em Salvador: “oxe, cêro, se acalme!” 

 

Você sabe o que é um parangolé? 

 

O termo se tornou internacionalmente conhecido através do uso por Hélio Oiticica, um dos maiores artistas brasileiros de todos os tempos. Ele era um exemplo de gênio criativo capaz de absorver múltiplas influências e estímulos para construir manifestações artísticas completamente novas e surpreendentes. Nos anos 60, no contexto de visitas ao Morro da Mangueira, no Rio de Janeiro, e do contato com o samba, Hélio criou capas coloridas, vestes com diversos bolsos e seções que ele batizou como parangolés. Conforme sua concepção, os parangolés eram uma “antiarte”, uma vez que as peças, sozinhas, não tinham valor algum ao espectador. Era necessário que alguém vestisse o conjunto e o colocasse em movimento, em dança, para que a obra efetivamente se tornasse completa. Era a ação do público, colocado no papel de protagonista, que estabelecia a experiência essencial do parangolé como expressão subjetiva. É uma subversão dos valores da arte que foi feita apenas para ser admirada, sem interações com os indivíduos. O movimento, o toque, o tato, eram elementos da equação que fizeram os parangolés se tornarem peças de destaque na arte moderna brasileira. 

 

No final dos anos 90, no bairro da Federação, em Salvador, Adriano Nenel e Nailton Alves se reuniam e tocavam um pagode nos fins de tarde, que, aos poucos, foi se tornando conhecido. Após ouvir os comentários de “que parangolé é esse que está rolando na Federação?”  surgiu um dos maiores grupos de pagode da música baiana. Em consonância com o viés artístico de Hélio Oiticica, o Parangolé é uma banda que exalta o movimento. A musicalidade deles absorveu elementos do axé, do hip-hop e até do rock para consolidar músicas com ritmo dançante. Desde sua origem, existe uma clara influência da religiosidade de matriz africana nas suas letras, que é somada ao retrato social das favelas e vielas da Bahia. Admito sentir fortes arrepios ao escutar “A Santa”, composição de Nenel. Sinto o mesmo quando escuto os versos “Toca tambor pra pedir proteção dos orixás. Bate na pele do couro e toca pedindo paz. Para aqueles que sobem na vida e mantém os pés no chão, o vento sacode e balança, mas não te derruba não.”  da lendária canção Mamoeiro, composta por Fagner Ferreira e Samir.  

 

A banda já teve diversas formações. Nenel e Bambam foram os precursores. O cantor Edcity (na época chamado apenas de Edy) marcou época, assim como Léo Santana, que deu projeção nacional para a banda. Hoje, quem comanda o Parangolé é Tony Salles, marido da Scheila Carvalho. O som permanece dançante, sensual, os figurinos coloridos e esvoaçantes. De Hélio Oiticica a Tony Salles, a arte brasileira tem gente que mistura, inova, surpreende e contagia. Dance. Desfrute.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Tempestade de Ideias - Juliano Levi
Tempestade de Ideias - Juliano Levi
Sobre Historiador, Jornalista e professor das redes pública municipal e estadual de ensino. Especialista em História da Arte e Gestão Escolar. Tem estudos na área de Educação Patrimonial e presta consultoria de projetos para a FENASDETRAN.
Salvador - BA Atualizado às 02h34 - Fonte: ClimaTempo
23°
Chuva fraca

Mín. 23° Máx. 30°

Qua 29°C 24°C
Qui 28°C 24°C
Sex 29°C 23°C
Sáb 27°C 23°C
Dom 28°C 22°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias