Terça, 24 de Maio de 2022
23°

Chuva fraca

Salvador - BA

Colunas Tempestade de Ideias

Eu gosto mesmo é dos rejeitados

Como uma crítica desdenhosa mudou a história da arte

05/05/2022 às 20h57
Por: Juliano Levi Fonte: Juliano Leví
Compartilhe:
Impressão, nascer do sol - Claude Monet. 1872. Óleo sobre tela
Impressão, nascer do sol - Claude Monet. 1872. Óleo sobre tela

Em 1863, a  Real Academia Francesa de Pintura e Escultura organizou o tradicional Salão de Paris. A exposição era considerada uma das mais importantes do circuito artístico europeu e, normalmente, ditava as tendências estéticas da época. Naquela edição, contudo, alguns artistas que não tinham estilo próximo ao valorizado pela Real Academia ficaram de fora. Nomes que já tinham alguma expressão e depois se tornaram ainda maiores, como Édouard Manet e Paul Cézanne. O então imperador da França, Napoleão III,  após apelos, determinou a realização de uma exposição paralela, que foi chamada O Salão dos Recusados. (Para maiores informações sobre o imperador francês, leia O 18 de Brumário de Luís Bonaparte, de Karl Marx)

 

Você visitaria o Salão dos Recusados?

 

Como era de se esperar, a exposição atraiu uma quantidade enorme de pessoas, que foram lá…PARA CRITICAR! O objetivo de boa parte do público que visitou a exibição paralela era ridicularizar as obras dos artistas que tinham sido recusados no salão oficial. O processo foi doloroso, mas estes artistas resistiram às críticas. Mais de uma década depois, aqueles que desenvolviam um estilo diferente daquele valorizado pela Real Academia continuavam sendo tratados como marginalizados. Em 1872, Claude Monet pintou Impressão, nascer do sol e também foi alvo de dura reprovação pelos especialistas da época. O crítico Louis Leroy chegou a afirmar que o quadro parecia ter sido pintado por uma criança que encontra uma tela pela primeira vez. 

 

Na exposição em que o quadro de Monet foi desdenhado publicamente, também estavam presentes os pintores Edgar Degas e Pierre-Auguste Renoir. Tal foi a influência do quadro Monet nos anos posteriores, que este grupo de artistas começou a identificar o estilo como Impressionista. Nas décadas seguintes, o movimento entrou em ebulição e ganhou o gosto do público. Observe o quadro, nele estão presentes muitas características que marcaram esta corrente artística. As figuras são meio turvas. As pinceladas rápidas e carregadas de tinta deixam marcas visíveis na tela. Quase não há linhas definidas. Ainda assim, sabemos o que está sendo colocado na imagem. Há um cuidado com o estudo da luz, evidente no reflexo do sol na água e na luminosidade lançada nas nuvens. É possível sentir uma certa lentidão, uma preguiça de um cais de porto que acorda e tem seus primeiros movimentos no dia. 

 

Os Impressionistas revolucionaram a forma de retratar o mundo através da arte. Era o período de surgimento da fotografia e estes pintores refletiam se era mesmo necessário aplicar esforço para desenhar as cenas tal como elas eram. O estilo realista, valorizado pelas academias, pregava isso. A tecnologia de fabricação de tintas e bisnagas também possibilitou que o artista ficasse ao ar livre durante longas horas. Os adeptos do estilo Impressionista passaram a estudar com afinco os efeitos da luz e sombra nos mais diversos ambientes. Grandes nomes como Monet, Renoir, as talentosíssimas Berthe Morisot e Marie Bracquemond, entre outros que hoje recebem enorme reconhecimento e têm valores altíssimos associados aos seus quadros.

 

Este é um dos meus movimentos artísticos preferidos. Eu gosto dos recusados. Eles demonstraram determinação e firmeza de caráter para defender seu jeito de fazer a arte. Arte é vida. A cultura é a vida e a identidade de um povo. Valorizemos.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Tempestade de Ideias - Juliano Levi
Tempestade de Ideias - Juliano Levi
Sobre Historiador, Jornalista e professor das redes pública municipal e estadual de ensino. Especialista em História da Arte e Gestão Escolar. Tem estudos na área de Educação Patrimonial e presta consultoria de projetos para a FENASDETRAN.
Salvador - BA Atualizado às 02h34 - Fonte: ClimaTempo
23°
Chuva fraca

Mín. 23° Máx. 30°

Qua 29°C 24°C
Qui 28°C 24°C
Sex 29°C 23°C
Sáb 27°C 23°C
Dom 28°C 22°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias